sábado, 19 de dezembro de 2015

Estratégia Formativa




FORMAR- PARA – TRANSFORMAR – EM AÇÃO

“A evolução é simultaneamente a ruptura da repetição por surgimento do novo e reconstituição da repetição por integração do novo. Foi transformando-se evolutivamente – isto é, desenvolvendo-se – que a vida sobreviveu às adversidades que, de modo contrário, a teriam aniquilado...
... O tempo espiral é, portanto, simultaneamente o da reiteração e do recomeço, o da deslocação e da derivação, o da transformação e do desenvolvimento”,
O método II: A vida da vida, Edgar Morin
Visita ao SESC Belenzinho.


Na perspectiva de ampliação do repertório cultural das Coordenadoras dos CEIs Conveniados e Indiretos da Diretoria Regional de Ensino de Guaianases nos últimos dias 09 e 10 de dezembro realizamos visita ao SESC Belenzinho.


A formação foi dividida em  etapas: A Oficina

Em tempos de crise: Crie!







Presentear...


Poesia...







Exposição AquiÁfrica 

A  exposição AquiÁfrica , revela a África contemporanea através do olhar de 13 artistas (de 11 paises africanos)  que em suas obras discutem temas como a imigração, a xenofobia, o consumismo, as tradições culturais e os sistemas de poder no continente.

                                                         Onde é sua África?


Com está provocação a arte-educadora Silvya Sato mediou a visita a Exposição AquiÁfrica.




_  Na minha familia!

_   Em mim!

Muitas de nossas coordenadoras olhou para si, e descobriu a África que está impregnada em nossa pele, iniciamos assim nosso mergulho na África contemporanea.


aqui africa

Entre os artistas participantes o senegalês Omar Bá, que em suas pinturas revela um mundo colorido, fantásticos e as vezes caóticos, construindo uma narrativa critica em torno da politica africana.


O  camaronense Barthélémy Toguo, que desenvolve instalações por meio de um processo de acumulação, com temas inspirados em suas viagens e na divisão entre ocidente e não-ocidente.

Instalação Estrada para o Exílio do artista Camaronense Barthélémy Toguo [Foto: Robson Luiz]



Estas e outras afirmações   surgiram diante da instalação: Estrada para o Exilio

"_  Navio Negreiro"
"_  Os homens e mulheres escravizados."
"_ Os fugitivos das guerras no continente."
"_ Os nordestinos fugindo das secas"

Vivências
A partir de um tecido que cobriu todas as coordenadoras e no silêncio perceber as sensações que esta visita nos proporcionou




Quais as sensações e sentimentos, com pedaços de lã sintetizamos estas sensações que fechamos em pequenos pacotes.

Já a outra turma a proposta foi desenhar a partir as sensações, emoções da visita.




Exposição AquiÁfrica
Curadoria: Adelina von Fürstenberg.
SESC Belenzinho
Rua Padre Adelino, 1.000, Belenzinho SAO PAULO 

Nenhum comentário:

Postar um comentário