sábado, 12 de março de 2016

Parques Sonoros

Por Maria Cristina dos Santos
DIPED EI - DRE Guaianases

Projeto propõe a formação em música para professores da rede municipal na cidade de São Paulo e culmina com a montagem de vários objetos sonoros para experimentação de crianças de 3 meses a 6 anos de idade nos espaços escolares.
O projeto proporciona aos educadores da rede municipal de São Paulo a reflexão teórica e atividades práticas.
A implantação do projeto musical devem ser planejadas em consonância com o PEA – Projetos Especiais de Ação - de cada unidade. Os PEAs são desenvolvidos de acordo com o Projeto Político Pedagógico de cada unidade

Para a implantação do Parque Sonoro é necessária que o formador de SME, realize a leitura e reflexão do documento de cada unidade escolar para sugerir as formas de inserção e reflexão da música no referido espaço e o desenvolvimento de atividades musicais com as crianças e educadores. Para tanto, os formadores partem  do princípio apontado por Swanwick no qual “a musica é uma experiência de vida em si mesma, que devemos tornar compreensível e agradável. É uma experiência do presente (...) devemos ajudar cada criança a vivenciar a música agora” (SWANWICK, 1990, p. 40) e iniciamos nossos propósitos estudando o documento escolar para propiciar a experiência musical no cotidiano escolar.

Formação: Parques Sonoros - DRE Guaianases


Formador: Silvio Ribeiro Viana Ribeiro

Unidade atendidas
Dias
Horários
CEI Cidade Tiradentes


EMEI Doraci dos Santos
06 e 20/04; 04 e 18/05; 01 e 15/06
13h as 15h
CEU CEI Evanir Ap. Hilário.
13 e 27/04; 11 e 25/05; 8 e 22/06

CEU EMEI Therezinha Skinca
26/04; 24/05 e 21/06

CEU CEI Água Azul
13 e 27/04; 11 e 25/05; 8 e 22/06

CEU EMEI Irene Manke
13 e 27/04; 11 e 25/05; 8 e 22/06
11h00 as 15h


      


  
EMEI Therezinha Skinka
    
             EMEI Therezinha Skinka                        Atelie Carâmbola                       
PLANEJAMENTO: Projetos Parques Sonoros
Objetivo:
§         Problematizar os conceitos sobre música em sala de aula para crianças de 0 a 5 anos de idade.
§         Ampliar as possibilidades de brincadeiras e apreensão de conceitos específicos da linguagem dando ênfase em experiências lúdicas com música;
§         Vivenciar a exploração de diversos sons;
§         Perceber os conceitos de propriedades sonoras e sugerir proposições para mudança de olhares com relação aos objetos do cotidiano e ao espaço físico da escola
Conteúdos
§         Práticas de musicalização ativa para crianças de 6 meses a 6 anos;
§          Leituras e discussões textuais com assuntos sobre paisagem sonora, resignificação de objetos e do espaço escolar, propriedades sonoras e cotidiáfonos;
§         Exploração de objetos do cotidiano com as crianças em sala e pesquisa de materiais;
§          Planejamento do espaço;
§          Construção dos objetos sonoros;
§         Montagem dos objetos no espaço escolhido pelas educadoras e visitação e experimentação dos objetos sonoros pelas crianças da escola e público em geral.
Período
Março a julho – Quarta-feira – quinzenal
Datas:
Carga Horária

Materiais
§         Tampinhas de garrafa (Pet,  garrafa e lacre de lata);
§         Panelas, Formas, potes de plástico com tampas, tampa de panela, garrafa plástica de diversos tamanhos
§         Diferentes tipos de latas (leite, milho, atum, tinta);
§         Chaves, conduites, roda de carro, correntes de diferentes  espessuras, tinta spray, tinta para madeira, parafuso, pincel, prego, canos de PVC e conexões, lixas para madeiras, sifão;
§         Cola, barbante, arame, durex colorido, dupla face, fita crepe, fio de náilon, estilete, fitas de seda, bexiga;
§         Tecidos, tesouras, conchas, rolha de cortiça, caixa de papelão, embalagens, tubos de papelão, pedrinhas, grãos de sementes, elásticos, alfinetes;
§         Parte superior do ventilador, cabaça, garrafa de vidro com tampa; Madeiras, aramados;
§         Pallets, carteiras de alunos ou professor, cabo de vassoura, bambu;
§          Martelo, furadeira, alicate, chave de fenda, arco de serra, serra;
Bibliografia
Referências: AKOSCHKY, Judith. Cotidiáfonos. Buenos Aires: Ricordi, 1996. ______________. A música dos instrumentos. São Paulo: Melhoramentos, 1994.
BRITO, Teca Alencar de. Música na Educação Infantil: propostas para a formação integral da criança.São Paulo: Peirópolis, 2003.
MACHADO, Marina Marcondes. O brinquedo sucata e a criança – importância do brincar, atividades e materiais. São Paulo: Ed. Loyola, 2007.
MATIEIRO, Teresa; Ilari Beatriz. Pedagogias em educação musical. Curitiba: Intersaberes, 2012.
PIRES, Maria Cristina de Campos. O som como linguagem e manifestação da pequena infância. Campinas: 2006. Dissertação de mestrado, Faculdade de Educação, UNICAMP.
SCHAFER, Raymond Murray. A Afinação do Mundo: uma exploração pioneira pela história passada e pelo atual estado do mais negligenciado aspecto do nosso ambiente: a paisagem sonora. Trad: Marisa Trench Fonterrada - São Paulo: Editora UNESP, 1997. __________. O ouvido pensante. Tradução de Marisa T. O. Fonterrada, Magda R. G.
Silva e Maria Lúcia Pascoal - São Paulo: Editora UNESP, 1991.
SOUZA, Jusamara (org.). Música, Cotidiano e Educação. Porto Alegre: Programa de Pós graduação em Música, 2000.
SWANWICK, Keith. Ensinando música musicalmente. São Paulo: Moderna, 2012.

Materiais

  

  
EMEI Gabriel Prestes
Espaço para Oficina de construção

EMEI Gabriel Prestes
Exploração de objetos do cotidiano com as crianças e pesquisa de materiais;

CEI Pedro Brasil Bandecchi
Construção dos objetos sonoros;





Oficina com os familiares


Montagem dos objetos no espaço escolhido por as educadoras

CEI Pedro Brasil Bandecchi

Visitação e experimentação dos objetos sonoros pelas crianças da escola e público em geral


  

Nenhum comentário:

Postar um comentário