sexta-feira, 6 de maio de 2016

Reflexões sobre o exercício da docência com os bebês

Perspectiva da modernidade: implicações na prática educativa

  • Observação assume uma verdade objetiva, externa  -----   registrada e representada com precisão. Baseia-se em medida padronizada de qualidade.
  •   Registro: classificação, categorização em relação a um esquema geral de níveis  de estágio de desenvolvimento. 
  • Avaliação em relação a categorias determinadas. 
  •   Posição individual, externa, contemplativa. 

 Ser inocente, incapaz, incompetente, o que nos remete a uma prática de guarda e proteção


Ser vazio: nos remete a uma educação compensatória, baseado na preparação a um "vir a ser" e transmissiva





Acredita que a criança é um ser universal e seu  desenvolvimento é por fases, estágios, seguem leis gerais
O planejamento focado nas fases de desenvolvimento, na estimulação etc.





Perspectiva da pós-modernidades: visão de criança – visão de Educação infantil


Observação e escuta: crianças existem nas relações com os outros, em sociedades e contextos específicos.

  • O Registro com foco no que dizem, pensam e falam as crianças.  Como sentem e pensam o mundo.


Avaliação → documentação do processo: 

  1.   Que teorias e significados estão sendo produzidos? 
  2.  O que a criança é capaz de fazer, sem obedecer a uma estrutura predeterminada de normas e expectativas?



Nenhum comentário:

Postar um comentário