quinta-feira, 9 de junho de 2016

EMEF Mailson Delane inaugura Praça de Alimentação

Projeto busca incentivar a autonomia dos alunos por meio do autosserviço

A Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Professor Mailson Delane inaugurou na segunda, 30 de maio, sua Praça de Alimentação. O objetivo da ação foi proporcionar a interação e transformar os alunos em sujeitos autores, por meio do autosserviço.


O projeto teve início durante as reuniões da Jornada Especial Integral de Formação (JEIF) realizadas no final do ano de 2015, nas quais foi percebida a necessidade de desenvolver um espaço onde os alunos pudessem comer e interagir um com os outros. O local foi elaborado para que eles olhassem os alimentos, escolhessem os seus preferidos e selecionassem a quantidade adequada.


Para a elaboração do projeto da Praça de Alimentação, a diretora Silda Isabel Salazar Romualdo de Lima e a Equipe Gestora tiveram como inspiração praças de alimentação de variados locais da cidade de São Paulo. Com a colaboração dos professores, o projeto começou a ganhar forma. Os paletes e caixotes foram os principais materiais utilizados para delimitar o espaço da praça de alimentação dos demais ambientes da Unidade Educacional. 


Para a decoração do local, além da utilização dos paletes, também houve a colocação de plantas e de um painel de led onde é possível visualizar o cardápio do dia. Todas as mesas são forradas com toalhas coloridas e as bandejas utilizadas pelos alunos são customizadas com o nome da Unidade Educacional. Ao término da refeição, as bandejas são devolvidas em um balcão próprio para esse fim.


Dentre os pontos positivos observados pela diretora Silda está a questão dos alunos terem passado a ficarem mais calmos na volta do intervalo, a conservação dos bens escolares e a diminuição da sujeira. De acordo com a diretora, eles passaram a cuidar mais do espaço que é deles.


“Quando optam pelo uso do prato de vidro, por exemplo, e avançam para o autosserviço, com equipamentos e espaço que respeitam as educandas e educandos, os alunos passam a ampliar as suas visões de mundo, colaborando para a realização de escolhas adequadas para o bem estar deles e delas e daqueles e daquelas que estão ao seu redor”, diz Nilza Aparecida Machado, Cogestora do Programa de Alimentação Escolar da DRE Guaianases.

Entusiasmo - Os alunos se mostraram entusiasmados com o novo espaço. Todos elogiaram o autosserviço, mas outros aspectos também foram apreciados. Milena Vicente, da sétima série, gostou da disposição dos assentos. “Antes, era uma mesona em U. Agora, podemos sentar em dupla”, conta. “Gostei da decoração”, diz Ester Pereira, também estudante. A existência de um espaço em que alunos e professores podem ter suas refeições juntos foi igualmente recebida com entusiasmo. “As crianças ficaram felizes. ‘A professora vai comer com a gente!’”, conta Silda, lembrando as reações.
A diretora conta ainda que o espaço tem sido visitado até por pessoas que não têm filhos matriculados na escola e que apenas querem conhecer a novidade. “Superou as nossas expectativas. A toda hora recebemos elogios”, conclui.
Os projetos de renovação e educação alimentar continuam. Silda conta que a EMEF está agora implantando uma horta escolar.

Rua: SALVADOR VIGANO, 100 
Cidade: SÃO PAULO - Cep: 08473605
Distrito: CONJUNTO HABITACIONAL BARRO BRANCO II
Telefone: 22824000
E-mail: emefmdelane@prefeitura.sp.gov.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário